Compartilhar:

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou na quarta-feira (9) projeto que prevê que crianças e adolescentes, de baixa renda e que perderam a mãe por crimes de feminicídio, possam receber o benefício de um salário mínimo.

PL 976/2022 foi relatado pela senadora Leila Barros (PDT-DF). O colegiado também aprovou alterações na Lei de Diretrizes e Bases da Educação e na legislação do SUS para que professores e profissionais da saúde sejam capazes de identificar, nas escolas e nos hospitais, crianças e adolescentes que sofrem violência.

Agência Senado

Comentários


Os comentários aqui realizados não expressam a opinião do editor. Representam, tão somente, o exercício constitucional da liberdade de expressão sendo vedado o anonimato.